Posts Tagged ‘Penfolds Grange’

Taça de Elite 2012 – CAE

19/11/2012

Uma vez mais o nosso grupo Taça de Elite da Confraria das Águas Escondidas – CAE, de Niterói – RJ, reuniu-se para degustar belos vinhos.

A relação deste ano estava perfeita. Vale aqui uma homenagem ao nosso confrade Marcelo Andrade, pela escolha dos vinhos.

Tarde prazerosa, no Restaurante Olimpo, com excelente companhia e vinhor maravilhosos. Mais uma degustação para ficar na memória.

Vamos aos vinhos:

Champagne Philipponnat Royale Reserve Millésimee Brut 2002

Produção pequena em Aÿ. Bela cor, perlage pequena e constante. Nariz limpo, notas delicadas de frutas cítricas, cristalizadas, manteiga, tostados e um toque de baunilha. Na boca, acidez gostosa, deixando a boca fresca com uma persistência gustativa muito boa. Boa safra, excelente champagne.

Hermitage Chevalier de Stérimberg Paul Jaboulet Ainé 2005

Sem sombra de dúvidas, o segundo melhor vinho branco do ano. Notas mineriais, frutas e flores brancas, baunilha e amêndoas, com uma madeira muito bem posta. Nem demais, nem de menos. Bouquet complexo. Na boca, corpo macio, acidez correta, equilibrado e muito persistente. Belíssimo hermitage.

Chateau Mouton de Rotschild 1er Grand Cru Classé 1976

Outro belo Mouton, diferente da safra 89 que estava um pouco mais inteiro. Cor rubi, límpido e claro com reflexos granada bem definidos. Bouquet evocando frutas vermelhas, minerais, pelica e especiarias. Na boca, se mostrou macio, com taninos e acidez compatíveis com a idade, bom equilibrio e final de boca longo e marcante. Vinho elegante, aveludado e complexo.

Chateau Latour 1er Grand Cru Classé 1977

Outro mega vinho. Bem mais inteiro que o Mouton. Cor rubi, com reflexos granada, bom corpo. Nariz de frutas negras secas, licor de cassis, mineral, tabaco e especiarias, boa complexidade.. Na boca, taninos finos, ainda bem presentes, acidez correta, equilibrado, uma boa estrutura ainda presente. Final de boca longo, persistente e sedoso.

Barbaresco Angelo Gaja 1971

Na minha opinião, a grande surpresa do dia. O vinho estava com um reflexo quase ambar, um pouco turvo. Faz parte. Bouquet evocando frutas secas (nozes) resina, notas de eucalipto, propólis e minerais. Intenso e simplesmente complexo. Chegando a ser praticamente exótico. Na boca, acidez vivíssima, taninos marcantes e um retrogosto invejável e persistente. Estava complicado sair do palato… Vinhaço! Não é a “Ferrari” dos vinhos, e sim o “Bugatti Veyron” dos vinhos.

Penfolds Grange 1997

Outro vinhaço, meu povo. Cor negra, opaca. Notas de frutas negras em compota, chocolate (que depois se dissipou..), tostados, madeira e especiarias (canela). Na boca é untuoso, com acidez de primeira qualidade, taninos marcados e elegantes. Vinho equilibrado, elaborado com 100% Shiraz. Excelente estrutura, elegante e marcante. O melhor vinho australiano que minha vida.

Patrícius Tokaji Aszú 4 Puttonyos 2003

Vinho dourado. Notas de frutas secas, laranja e um toque de mel. Na boca, acidez alta, licoroso, bom corpo e final persistente de licor de laranja. O nariz decepcionou um pouco, sendo melhor na boca.

Créditos pelas descrições: http://vinhopormarceloandrade.wordpress.com/


Confraria das Águas Escondidas

Niterói - Rio de Janeiro

Vinho e Champagne Exepcionais

A sua importadora “boutique”

Saboreando

Sabores, texturas e encantos para o paladar

Alexandra Corvo

SOMMELIÈRE PROFISSIONAL - ANÁLISE INDEPENDENTE

WordPress.com

WordPress.com is the best place for your personal blog or business site.

Vinho por Marcelo Andrade

Wine is culture. Wine is pleasure!

WordPress.com em Português

Blog de Notícias da Comunidade WordPress.com

Gusta_Vinho Blog

Dicas e Curiosidades Enológicas