Posts Tagged ‘Cortes de Cima’

VISITA A CORTES DE CIMA

28/12/2012

DSCN2213Meus amigos e os que seguem este blog sabem o quanto admiro os vinhos produzidos pela vinícola portuguesa Cortes de Cima.

Tal admiração não é sem razão. Seus vinhos aliam tradição à tecnologia, sem nunca perder o característico toque de personalidade.

Conhecedor da bela história da vinícola, fruto de um sonho de um casal dinamarquês-americano, ele o exigente Sr. Hans Jorgensen e ela a multi ativa Sra. Carrie Jorgensen, já sabia do uso de tecnologias modernas na viticultura, bem como na produção dos vinhos.

Pois bem, resovi conhecer a vinícola in loco.

Após algumas trocas de e-mail e mensagens via facebook (a vinícola é expert no uso das redes sociais), agendei uma visita, enquanto da minha estada em Portugal, em novembro deste ano.

Ao chegar a Cortes de Cima, fomos, eu e minha esposa, recebidos pelo cortês Sr. José Eduardo, responsável pelo TI da vinícola. Após uma breve explanação sobre a história da Cotres de Cima, bem como sobre os números da empresa, pudemos admirar a beleza da propriedade e ficamos sabendo de dados curiosos, tais como, que a Cortes de Cima consegue produzir boa parte da energia elétrica consumida, através de fontes renováveis de energia.

Após, seguimos nossa visita às instalações da vinícola, agora conduzidos pela simpaticíssima e sempre sorridente Helena Sardinha, enóloga assistente da Cortes de Cima.

Helena nos mostrou todas as etapas da produção do vinho, desde as modernas prensas até o sistema automatizado de rotulagem.

Pudemos observar os diversos vinhos devidamente estocados em barricas, que ainda seriam fruto de análise pela equipe da vinícola, para saber quais deles seriam engarrafados como determinado vinho, visto que a Cortes de Cima possui uma grande variedade de vinhos em seu portifólio.DSCN2207

A Cortes de Cima possui, ainda, uma pequena adega experimental, que faz as vezes de mini laboratório, onde a equipe de enólogos experimenta novas técnicas e diversos cortes de uvas.

IMG_0517Finalizando a visita, em grande estilo, fizemos a degustação dos vinhos: Chaminé, tinto e branco, Cortes de Cima, além dos varietais, Touriga Nacional, Petit Verdot e Trincadeira, vinos estes que serão analisados em outro post. Neste momento, além da companhia da Helena Sardinha, que discorreu sobre os vinhos, fomos recepcionados pela proprietária Carrie Jorgensen, que se mostrou extremamente atenciosa conosco.

Enfim, a visita à Cortes de Cima só serviu para ratificar minha convicção sobre a vinícola. Uma empresa onde muito se trabalha, sempre em busca da perfeição, utilizando-se das mais modernas técnicas, mas sem nunca perder a personalidade.

Para quem deseja degustar um belo alentejano, fugindo do lugar comum, os vinhos da Cortes de Cima são a minha indicação.

No Rio de Janeiro é fácil encontrar seus vinhos. Para quem tiver alguma dificuldade o importador e distribuidor é a Adega Alentejana.

 VINHO E CONTOS DE FADAS – Homenagem a Hans Christian Andersen

19/08/2012

Vinho e contos de fadas?

Sim, este vinho é uma bela homenagem da vinícola alentejana Cortes de Cima a um dos maiores escritores dinamarqueses, quiçá de todo o mundo.

Hans Christian Andersen nasceu em Copenhagen, em 1875 e foi autor de peças de teatro e contos, mas ficou imortalizado mesmo pelos contos de fadas, tais como O Patinho Feio, Soldadinho de Chumbo e A Pequena Sereia.

A Cortes de Cima, vinícola portuguesa criada e tocada pelo casal Jorgensen; Hans e Carrie, ele dinamarquês como o autor dos contos, ela estadunidense, revolucionou o mercado de vinhos no Alentejo.

Modernas técnicas de plantio e vinificação, aplicadas pela Cortes de Cima, teem levado à criação de belíssimos vinhos, de muita qualidade, desde os mais simples da casa, como o corretíssimo Chaminé, até os seus Tops, como o irretocável Cortes de Cima Reserva e o badalado Incógnito.

O vinho em questão é o Cortes de Cima Homenagem a Hans Christian Andersen, um vinho intermediário da vinícola. Criado em homenagem ao bicentenário do escritor conterrâneo do proprietário, é um vinho 100% Syrah.

A Cortes de Cima foi a pioneira na introdução da francesa Syrah no Alentejo, introdução esta muito bem sucedida. Dos vinhos produzidos exclusivamente com a Syrah, a Cortes de Cima nos apresenta três vinhos, o Cortes de Cima Syrah (vinho mais simples), o Incógnito (Top Syrah) e o Homenagem a Hans Christian Andersen, vinho intermediário da empresa.

Mesmo homenageando o autor de O Patinho Feio, este vinho não faz nada feio, muito pelo contrário. Tarta-se de um excepcional Syrah, com aromas marcantes de framboesa e boas notas que realçam sua passagem por 7 meses em madeira. Um vinho equilibrado, com médio corpo e final longo.

Enfim, para quem pretende experimentar um 100% Syrah fica a recomendação.

Custo do vinho: em torno de R$ 150,00.


Confraria das Águas Escondidas

Niterói - Rio de Janeiro

Vinho e Champagne Exepcionais

A sua importadora “boutique”

Saboreando

Sabores, texturas e encantos para o paladar

Alexandra Corvo

SOMMELIÈRE PROFISSIONAL - ANÁLISE INDEPENDENTE

WordPress.com

WordPress.com is the best place for your personal blog or business site.

Vinho por Marcelo Andrade

Wine is culture. Wine is pleasure!

WordPress.com em Português

Blog de Notícias da Comunidade WordPress.com

Gusta_Vinho Blog

Dicas e Curiosidades Enológicas