Posts Tagged ‘CAE’

Taça de Elite 2013 – CAE

03/11/2013

Em mais uma degustação da Confraria das Águas Escondidas – CAE, foram degustados vinhos de enlouquecer qualquer enófilo.

A versão 2013 da chamada Taça de Elite fez jus a sua reputação de grandes vinhos. (veja aqui as versões 2012, 2011 e 2010).

Preciso fazer um agradecimento ao confrade enófilo, Marcelo Andrade, responsável pela seleção dos vinhos.

Chega de enrolação e vamos ao que interessa, aos vinhos, que apresentarei na ordem de minha preferência, que não necessariamente combina com a maioria dos presentes:

IMG_1509– Chateau Beychevelle 1990. França – Bodeaux – St. Julien (R$ 2.100,00)

Um 4ème Cru Classé, de St. Julien. O produtor possui 90 hectares, produzindo um belo vinho, de corte (60% Cabernet Sauvignon, 28% Merlot, 8% Cabernet Franc e 4% Petit Verdot).

Vinho com características de evolução, com aromas de frutas negras, e um toque de pelica. Muito intenso e persistente.

Na boca, absolutamente harmônico e equilibrado, com taninos redondos, compatibilizando com a acidez e álcool na medida certa.

Um belíssimo vinho, elegante, austero e harmônico. Para mim o campeão da degustação.

Uma curiosidade sobre o Chateau: Reza lenda que os barcos que navegavam pelo rio Gironde, baixavam as velas ao passarem em frente à propriedade, em sinal de respeito ao seu proprietário, o Duque Jean-Louis Nogaret de la Valette.

O ato de baixar a velas era chamado de baisse voile , que possivelmente culminou no atual nome do Château Beychevelle.

 

IMG_1508– Bodegas Vega-Sicilia Unico 1990. Espanha –  Ribera del Duero (R$ 2.100,00)

Com um corte de 80% Tempranillo e 20% Cabernet Sauvignon, o Vega-Sicilia é um ícone, não só da Espanha como de todo o mundo do vinho.

Com aromas de figo e ameixa secos, com leve presença de pelica, possui uma qualidade olfativa perfeita.

Na boca chamou atenção o corpo do vinho, que literalmente “pesa” na boca. Muito equilibrado e muito intenso, com boa persistência. Um vinhaço.

 

IMG_1507– Chateau D’Yquem 1981. França – Sauternes (R$ 2.835,00)

Um vinho que dispensa apresentações. Sauternes 1er Cru Supérieur.

Os que me conhecem sabem da minha admiração pelos vinhos Madeira e Porto, imbatíveis como vinho de sobremesa.

Os Sauternes, assim como os Tokaji também entram nessa lista de vinhos de sobremesa, mas isso é assunto para outro post. O que quero dizer, é que o Chateau D’Yquem merece espaço em qualquer lista, uma espécie de hors concours,

Com um corte de 80% Sémillon e 20% Sauvignon Blanc, o vinho apresentava coloração amarelo palha, indo para âmbar.

No nariz aromas de amêndoa torrada, baunilha e caramelo. Delicado e ao mesmo tempo persistente.

Na boca acidez pronunciada e belo equilíbrio. Apesar de não ser uma das melhores safras, trata-se de um vinho único, sensacional.

 

IMG_1511– Chateau Cheval Blanc 1997. França – Bordeaux. (R$ 3.280,00)

Outro vinho que dispensa apresentações.

Premier Grand Cru Classé A de Saint-Emilion, o “cavalo branco” apresenta um corte de merlot com Cabernet Franc.

Aromas de menta e eucalipto, com muita fruta negra. Qualidade aromática excepcional.

Na boca um vinho corretíssimo, muito equilibrado, intenso e persistente. A complexidade do vinho me cativou, a cada minuto na taça o vinho mostrava uma nova faceta.

 

IMG_1510Amarone Bertani 1988. Itália – Valpolicella Clássico

Vinho com muito potencial de guarda ainda.

Boa persistência aromática, com notas de frutas em compota, pimenta e cogumelo, com leve toque tostado e couro. Boa complexidade, e bem intrigante.

Belíssimo vinho, foi a escolha da maioria, mas para mim deveu aos demais acima descritos.

 

 

IMG_1513– Domaine du Collier La Charpentrie 2008. França – Vale do Loire. (R$ 520,00)

Para mim uma grande surpresa, dado meu completo desconhecimento acerca do vinho.

O vinho apresenta um bela mineralidade, com toques de lichia, limão e uma leve pera.

Na boca um pouco quente, mas nada que afete seu equilíbrio, pelo contrario, pois garante uma personalidade marcante que só faz bem ao vinho.

 

 

Enfim, mais uma degustação perfeita da CAE.

Anúncios

TAÇA DE ELITE 2010

22/12/2010

Mais uma vez a Confraria das Águas Escondidas – CAE, confraria da qual muito me orgulho de fazer parte, na cidade de Niterói/RJ, superou-se em uma fantástica degustação.

A degustação em questão, diferente das mensais, ocorre uma vez ao ano e denomina-se Taça de Elite. Apenas 10 (dez) confrades participam dela, que aborda vinhos de alta gama. Há lista de espera, formada por outros confrades, para poder participar da Taça de Elite.

O local escolhido este ano foi o restaurante Tratoria Torna, na cidade de Niterói. Local bem escolhido, com excelente serviço de vinho e boa comida.

Como a degustação foi feita coletivamente, tomei emprestado parte dos apontamentos do meu amigo e confrade Marcelo Andrade, que condensou todas as nossas impressões. Bem, vamos direto ao ponto e falar sobre os vinhos degustados.

1-Pouilly-Fumé Pur Sang 2004, 11,5%. Didier Dagenau. Valle do Loire, França
O cara era considerado o papa do Vale do Loire. O melhor produtor da região. Foi o último vinho produzido por ele junto com o seu outro rótulo, o Sílex. Seus dois grandes vinhos. Uma raridade! Hoje o Domaine é tocado pela família. Cor amarelo palha, límpido e transparente. Bouquet agradável, fragrante, amplo, rico, complexo. Notas de frutas tropicais (maça verde, maracujá), ervas e mel. Na boca, as frutas se misturam com toques de maracujá na medida certa, aspargos, mel, uma acidez gostosa com traços minerais evidentes. Final fresco, seco e persistente. Um excelente Sauvignon Blanc do Loire!

2-Puligny Montrachet Premier 1er Cru La Garenne 2005,13%. Jean Marc Boillot. Bourgogne, França
Jean-Marc Boillot, é produtor de Pommard, instalado em 1985 após ter trabalhado na propriedade da família em Volnay, e, em seguida, com Olivier em Leflaive Puligny-Montrachet. Esse cidadão hoje, possui apenas 11 hectares de vinhas. Uma equipe de apenas 4 pessoas produzem o vinho. Concebido pelas técnicas tradicionais de produção. Os lotes da família estão localizados nas cidades de Pommard, Volnay, Puligny-Montrachet e-Chassagne-Montrachet. Cor amarelo palha, límpido e brilhante. Um vinho muito novo. Notas aromáticas intensas de frutas brancas, amêndoas, nozes e mel. Excelente bouquet. No exame gustativo, fruta madura, nozes, mel, lichia e toques minerais. Untuoso, fresco, bom corpo. Na boca é sápido, fresco, amargor sutil, equilibrado, boa acidez e final marcante. Precisa de alguns anos em garrafa, para mostrar todo o seu potencial. Muito bom vinho.

3-Châteaux Margaux 1er. Grand Cru Classé 1999, 12,5%. Bordeaux, França
Um nome que evoca história, um sonho. Dispensa demais apresentações. Cabernet e Merlot. Cor vermelho, opaco e límpido. Bom corpo e lágrimas persistentes. Notas aromáticas complexas de frutas negras (ameixa, cereja), frutos secos e torrefação (café) e madeira. Na boca é complexo, Excelente acidez, taninos finos, toques de frutas secas, redondo, rico, macio e equilibrado. Final de boca intrigante e fino. Na minha opinião é um vinho elegante, com alguns anos de guarda para mostrar todo o seu potencial. Um excelente vinho.

4-Barbaresco Il Bricco 2003, 14%. Pio Cesare. Piemonte, Itália
Os vinhos de Pio Boffa são tradicionais, referência em toda a Itália e no mundo. O Barbaresco Il Bricco é o vinho top de Pio Boffa. 100% Nebbiolo. Um vinho espetacular, de um vinhedo no alto da colina em Treiso. Cor granada, escuro, bom corpo e lágrimas abundantes. Notas de ameixa, amora, cassis, menta e canela com notas de madeira integrada e soubois. Na boca é encorpado, com toques de baunilha e frutas. Um vinho de caráter elegante, marcante, sápido e final longo. Simplesmente excepcional! Imaginem daqui há alguns anos?

5-Vega Sicilia Unico 1999, 14%. Bodegas Vega Sicilia. Ribera del Duero, Espanha
Cor vermelha com tons de rubi. No nariz uma mescla intensa e complexa de aromas, com toques de madeira fina, alcaçuz, compotas de frutas vermelhas, defumado, toques balsâmicos mentolados e canela. Na boca, uma sensação sutil, de finess, mas ao mesmo tempo untuoso, opulento, com um paladar equilibrado, saboroso, com nuances de tabaco e cedro. Equilibrado, intenso, acidez e taninos adequados e agradáveis. Final longo e com ótima persistência, deixando uma sensação magnífica no final. Um vinho excepcional, com muita vida pela frente!

6-Château Guiraud 1er Grand Cru Classé Sauternes 1997, Château Guiraud. França
Um vinho soberbo, magnífico e com uma bela iniciação ao Ch. D’Yquem do ano que vem…(risos). Corte de Semillon (65%) e Sauvignon Blanc (35%). Envelhecimento em barrica durante 24 meses.. 97 foi uma das grandes colheitas de Sauternes. Cor dourada. Nariz fino, fresco, com notas florais (jasmim) e de frutas com mel, notas de laranja e frutas cristalizadas. Na boca, traços da botrytis, doce de laranja, repetindo as frutas cristalizadas e figo. Acidez vivaz com ótima doçura. Opulento, com grande intensidade aromática e gustativa. Realmente, um vinho muito bom.

Uma degustação e tanto, para ficar na memória.

Gusta_Vinho

COPA DO MUNDO – Degustação de Vinhos da África do Sul

27/05/2010

Para quem não sabe, ainda, CAE é a Confraria das Águas Escondidas, um a confraria de Niterói, no Rio de Janeiro da qual muito orgulhosamente faço parte.

A título de curiosidade, a palavra Niterói em Tupi significa águas escondidas, daí a lógica do nome.

No dia 22/05 deste ano foi realizada a 38ª Degustação, evento que ocorre mensalmente. O local escolhido, pelo sempre zeloso e profundo conhecedor de vinho, nosso confrade  Marcelo Andrade, foi o Nossa Casa, localizado na Rua Nóbrega, nº 198 em Icaraí.

O tema desta degustação foi a África do Sul, país sede da Copa do Mundo deste ano.

As informações do vinhos foram colhidas do blog do Marcelo Andrade, visto que, infelizmente, não pude participar desta degustação. Vamos aos vinhos:

1- Glen Carlou Tortoise Hill Red 2006. 14%
Este sem dúvida é um vinho despretensioso, para ser bebido agora ou por mais 1 ano. Um corte diferente de Cabernet Sauvignon, Zinfandel, Shiraz, Tempranillo e Merlot. Cor rubi com notas de frutas vermelhas. Frutado, franco com notas de violeta e pimenta do reino branca. Boca gostosa, boa fruta, taninos macios e acidez adequada. Conceito: Muito bom! R$ 57,00.

2-Polkadraai 2009. 13,5%
Vinho da região de Stellenbosch. Corte de Pinotage-Merlot. Rubi c/ reflexo violáceo. Ricos aromas de ameixas, pimenta e cassis apoiado por leve toque de especiarias… Em boca, equilibrio, taninos sedosos, boa acidez e final longo… Bom retogosto. Conceito: Excelente! Eleito o melhor vinho da degustação. R$ 72,00.

3-The Goatfather 2008. 14,5%
Outro vinho de corte. 54% Sangiovese, 28% Barbera e 18% Cabernet Sauvignon. Cor rubi. Boa fruta, groselha no nariz, com toques de tabaco. Meio encorpado, boa acidez, bons taninos, fino e notas de carvalho ao fundo. Um bom vinho! Conceito: Excelente! 2º lugar na degustação! R$ 64,00.

4- Boekenhoutskloof The Wolftrap 2007. 14,5%
Corte de 60% Syrah, 39% Mourvèdre, 1% Viognier. Nariz opulento, frutado e floral. Em boca é frutado, carnoso, bons taninos e de acidez moderada com toque de especiarias no final. O vinho é generoso, amplo e muito agradável. Conceito: Muito bom! R$ 65,00.

5-Nederburg Twenty 10 Cabernet Sauvignon 2007. 14,3%
100% Cabernet Sauvignon. Corr ubi, escuro. Nariz, frutas negras em compota com notas de café e carvalho tostado. Um vinho quente, com boa fruta e corpo médio. Um pouco desequlibrado… Mas tem boa persistência e bom retrogosto. Vinho da Copa! Conceito: Bom. R$ 52,00

6-Spice Route Mourvedre 2007. 14,5%
Um vinho elegante, com notas de café, baunilha e boa fruta (framboesa e amora). Boca, acabamento refinado, persistente longo, com nuances minerais. Um pouco quente no final, mas bom. Um vinho e tanto desta cepa que normalmente entra em cortes no Sul da França. Fora do convencional. Pronto para beber. Conceito: Muito bom! R$ 79,00.

Lembro que a CAE está sempre de portas abertas a novos enófilos, interessados em degustar bons vinhos e trocar muitas e boas informações sobre estes.

Maiores informações podem ser conseguidas pelo meu e-mail, ou no sitio da CAE: http://confrariadasaguasescondidas.wordpress.com/

Gusta_Vinho


Ogrostronomia

gastronomia comida churrasco brasil rio de janeiro

Confraria das Águas Escondidas

Niterói - Rio de Janeiro

Vinho e Champagne Exepcionais

A sua importadora “boutique”

Saboreando

Sabores, texturas e encantos para o paladar

Alexandra Corvo

SOMMELIÈRE PROFISSIONAL - ANÁLISE INDEPENDENTE

WordPress.com

WordPress.com is the best place for your personal blog or business site.

Vinho por Marcelo Andrade

Wine is culture. Wine is pleasure!

WordPress.com em Português

Blog de Notícias da Comunidade WordPress.com

Gusta_Vinho Blog

Dicas e Curiosidades Enológicas