VISITA A CORTES DE CIMA

DSCN2213Meus amigos e os que seguem este blog sabem o quanto admiro os vinhos produzidos pela vinícola portuguesa Cortes de Cima.

Tal admiração não é sem razão. Seus vinhos aliam tradição à tecnologia, sem nunca perder o característico toque de personalidade.

Conhecedor da bela história da vinícola, fruto de um sonho de um casal dinamarquês-americano, ele o exigente Sr. Hans Jorgensen e ela a multi ativa Sra. Carrie Jorgensen, já sabia do uso de tecnologias modernas na viticultura, bem como na produção dos vinhos.

Pois bem, resovi conhecer a vinícola in loco.

Após algumas trocas de e-mail e mensagens via facebook (a vinícola é expert no uso das redes sociais), agendei uma visita, enquanto da minha estada em Portugal, em novembro deste ano.

Ao chegar a Cortes de Cima, fomos, eu e minha esposa, recebidos pelo cortês Sr. José Eduardo, responsável pelo TI da vinícola. Após uma breve explanação sobre a história da Cotres de Cima, bem como sobre os números da empresa, pudemos admirar a beleza da propriedade e ficamos sabendo de dados curiosos, tais como, que a Cortes de Cima consegue produzir boa parte da energia elétrica consumida, através de fontes renováveis de energia.

Após, seguimos nossa visita às instalações da vinícola, agora conduzidos pela simpaticíssima e sempre sorridente Helena Sardinha, enóloga assistente da Cortes de Cima.

Helena nos mostrou todas as etapas da produção do vinho, desde as modernas prensas até o sistema automatizado de rotulagem.

Pudemos observar os diversos vinhos devidamente estocados em barricas, que ainda seriam fruto de análise pela equipe da vinícola, para saber quais deles seriam engarrafados como determinado vinho, visto que a Cortes de Cima possui uma grande variedade de vinhos em seu portifólio.DSCN2207

A Cortes de Cima possui, ainda, uma pequena adega experimental, que faz as vezes de mini laboratório, onde a equipe de enólogos experimenta novas técnicas e diversos cortes de uvas.

IMG_0517Finalizando a visita, em grande estilo, fizemos a degustação dos vinhos: Chaminé, tinto e branco, Cortes de Cima, além dos varietais, Touriga Nacional, Petit Verdot e Trincadeira, vinos estes que serão analisados em outro post. Neste momento, além da companhia da Helena Sardinha, que discorreu sobre os vinhos, fomos recepcionados pela proprietária Carrie Jorgensen, que se mostrou extremamente atenciosa conosco.

Enfim, a visita à Cortes de Cima só serviu para ratificar minha convicção sobre a vinícola. Uma empresa onde muito se trabalha, sempre em busca da perfeição, utilizando-se das mais modernas técnicas, mas sem nunca perder a personalidade.

Para quem deseja degustar um belo alentejano, fugindo do lugar comum, os vinhos da Cortes de Cima são a minha indicação.

No Rio de Janeiro é fácil encontrar seus vinhos. Para quem tiver alguma dificuldade o importador e distribuidor é a Adega Alentejana.

Anúncios

Tags: , ,

7 Respostas to “VISITA A CORTES DE CIMA”

  1. Dirceu Reis Says:

    gostei!

  2. Patrícia Says:

    A visita foi maravilhosa! Fomos muito bem recebidos!!! Recomendo!

  3. Oscar Daudt Says:

    Eu não conheço essa vinícola, mas me deu vontade. Vou colocar na lista.

    Abraços;.

  4. José Eduardo Says:

    Gustavo muito obrigado pelas suas palavras de apreço. Sabe que será um prazer voltar a receber-vos e a seus amigos. Um forte abraço luso!

  5. Patricia Saad Says:

    Boa tarde,
    Faz tempo que escreveu esse post da Cortes de Cima, mas acho que poderia me ajudar! Estou indo para lá agora e gostaria de saber dicas de como posso chegar a vinícola.

    muito obrigada!
    Patricia Saad

    • Gustavo Silveira - gustavogsilveira@hotmail.com Says:

      Eu fui à Cortes de Cima saindo de Lisboa. Sao mais ou menos duas horas de carro.
      Seguem as dicas do site deles:
      Sair de Lisboa pela ponte Vasco da Gama em direção a A12 seguindo para Sul (A2) em direção a Évora (A6). Sair em Évora e seguir em direcção a Beja pela IP2 (N18). Na IP2, sair na saída 40, R258 Moura, Vidigueira Sul, Alvito, Vila de Frades Na 1.ª rotunda sair na 4.ª saída (Moura) atravessando o viaduto, de imediato na 2.ª rotunda apanhe a 2.ª saída (Moura). Na rotunda seguinte sair na 1.ª saída em direção a Este por 8 Km até à entrada da propriedade sinalizada por 2 grandes talhas com a inscrição “Cortes de Cima”. Seguir as indicações até ao estacionamento debaixo das palmeiras.
      Você vai adorar.
      Coordenadas de GPS: W 7º 43′ 27″ + N 38º 09′ 37″

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: