CLOS DE MONTMARTRE – OUTRO VINHEDO INUSITADO

Mais um da série vinhedos inusitados, pelo mundo.

Muita gente adorou o post sobre um vinhedo dentro do estabelecimento prisional Pinheiro da Cruz, em Portugal.

(Relembre aqui: https://gustavinho.net/2010/04/29/vinhedo-em-presidio).

Desta vez, a postagem é sobre um vinhedo quase que perdido dentro da cidade de Paris. Acabei por descobri-lo quase por acaso, em uma vista à Cidade Luz.

É impressionante nunca ter ouvido falar do Clos de Montmartre, vinhedo extremamente pequeno, encravado em um terreno de esquina.

A região de Montmartre, com suas inesgotáveis ladeiras, já foi uma área de plantio de vinhas, assim como toda Paris. A especulação imobiliária ocorrida no fim do século XIX praticamente dizimou seus vinhedos.

O Clos de Montmartre, especificamente, foi redescoberto e replantado, em 1933. As variedades que ali se desenvolvem são a Gamay e a Pinot Noir.Image

Todo ano, em outubro, é realizada a Fête des Vendages, festa que celebra a colheita das uvas, com shows, fogos de artifícios e desfiles.

O vinho em si não é barato, e também não é nenhuma obra do deus Baco, sendo considerado por muitos como, no máximo, aceitável. Todo o valor arrecadado com a venda do vinho é utilizado em melhorias no próprio bairro pela prefeitura de Paris, dona do vinhedo.

Enfim, acho que o vinho vale mais pela sua curiosidade e manifestação cívica de uma região. Um vinhedo que resistiu à especulação imobiliária e ao crescimento da cidade, mantendo a tradição vinícola de Montmartre acesa até os dias de hoje.

Anúncios

Tags: , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: